Placas de trânsito novas e revitalizadas passam de 45 mil em 2019

Passam de 45 mil as placas de trânsito novas e revitalizadas em 2019. São informações que o motorista encontra no caminho sobre preferencial, indicação de sentido, permissões e proibições de estacionamento, conversão proibida, atenção redobrada em área de escolares, indicação de lombada e de limite de velocidade – fundamentais para que o tráfego transcorra com mais segurança.

“Obedecer à sinalização existente não é uma questão de escolha, mas um dever de todo condutor. Por trás de cada placa colocada por nossos técnicos, existe um motivo, uma reivindicação do cidadão”, observa o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel.

Das mais de 45 mil placas, 21.521 se referem a equipamentos deteriorados que foram substituídos e, também, a novas implantações. Outras 23.779 sujas e apagadas foram limpadas e ficaram com cara de nova.

Os servidores da fábrica de placas da Superintendência de Trânsito ainda consertaram outras 1.020 placas de trânsito que sofreram com vandalismo e estavam tortas e pichadas. O custo deste trabalho passa de R$ 9 milhões.

Em relação à sinalização horizontal, que é a pintura no pavimento, foram outros R$ 9,5 milhões para serviços realizados em 250 quilômetros de ruas ao longo de 2019.

Ações para melhorar o trânsito

O trabalho da Superintendência de Trânsito é feito em toda a cidade. Ao longo do ano de 2019 foram implantadas 111 lombadas. Vinte novos semáforos e mais seis binários organizam melhor o trânsito em diversos pontos da cidade.

Para melhorar a vida de quem usa o transporte coletivo, mais três faixas exclusivas para o ônibus entraram em funcionamento nas ruas General Mário Tourinho, André de Barros, Alfredo Bufren e Amintas de Barros.

Rua Alfredo Bufren Faixa exclusiva
Foto: Lucília Guimarães/Secretaria Municipal da Comunicação Social

A iniciativa faz parte de uma série de melhorias voltadas ao sistema integrado de transporte e ao incentivo do uso do modal, propiciando novas conexões e alternativas de deslocamento. Além disso, um único ônibus tem uma capacidade maior de transportar mais pessoas de uma só vez, quando comparado com automóveis.

Aos ciclistas, a estrutura da bicicaixa amplia a segurança ao longo da Avenida Marechal Floriano Peixoto, em cruzamentos com semáforos.

Bicicaixa na Avenida Marechal Floriano Peixoto
Foto: Luiz Costa/Secretaria Municipal de Comunicação Social

“O espaço exclusivo para os ciclistas, com a sinalização diferenciada, aumenta a visibilidade do condutor do veículo e a responsabilidade do ciclista ao usar aquela faixa. É uma ferramenta que favorece os dois lados e é um espaço incentivar o ciclista a respeitar a lei e não utilizar a canaleta”, aprova o comerciante e vice-presidente do Conselho de Segurança do Hauer, Gilson Sant’Anna.

Ciclovias

Como etapa inicial do plano cicloviário, implementado em 2019, foi colocado em funcionamento o primeiro trecho do eixo cicloviário Intercampi, nova estrutura para a ligação do Campus de Comunicação e Artes ao campus de Agrárias da Universidade Federal do Paraná.

Já para quem anda de motocicleta foi implantado um espaço específico para aguardar a abertura do sinal, à frente dos demais veículos. A chamada motocaixa está no cruzamento da Avenida Marechal Floriano com a Rua Marechal Deodoro. Nas próximas semanas, a estrutura também fará parte de quem utiliza a Linha Verde e a Avenida Presidente Kennedy.

Motocaixa no Centro
Foto: Luiz Costa/Secretaria Municipal da Comunicação Social
Trânsito em números

– Mais de 3,7 mil faixas de pedestres pintadas
– 3 novas faixas exclusivas para o transporte coletivo: General Mário Tourinho, André de Barros e Alfredo Bufren e Amintas de Barros
– 6 novos binários de trânsito
– -46,5% nas mortes no trânsito, de 2011 a 2018
– 20 novos semáforos
– 250 quilômetros de ruas com nova sinalização horizontal (pintura)
– 21.521 novas placas de trânsito
– 23.779 placas de trânsito limpas
– 1.020 placas de trânsito arrumadas (tortas e pichadas)
– 111 lombadas implantadas
– Atendimento on-line para indicação de condutor, apresentação de defesa e recursos de multas de trânsito
– 15% dos atendimentos ao público feitos on-line
– 104 blitze
– 109 fiscalizações com radar estático
– 24 condutores encaminhados à Delegacia de Delitos de Trânsito após testes com etilômetro
– 4.736 veículos guinchados por infrações de trânsito
– 146 carros abandonados retirados das vias públicas e outros 1.310 carros retirados pelos próprios proprietários após vistoria
– 19 leilões de carros removidos e não retirados pelos proprietários
– 1.324 veículos arrematados nos leilões
– 55 mil participantes nas ações de educação para o trânsito
– 34.854 alvarás emitidos
– 6.539 autorizações de trânsito concedidas

Mobilidade Curitiba

A redação do Mobilidade Curitiba é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@mobilidadecuritiba.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.