Qual é a proteção ideal para motociclistas nos dias frios?

231
Moto no Inverno
Foto: Divulgação
Publicidade

Quem utiliza a motocicleta como principal meio de transporte no dia a dia, como instrumento de trabalho ou gosta de pegar a estrada nos finais de semana, sabe que encarar vento e clima frio durante o trajeto pode tornar a pilotagem bastante desagradável. Além disso, quando o corpo está enfrentando temperaturas muito baixas sem a proteção adequada, ele pode perder habilidades motoras e reflexos, colocando em risco a segurança do motociclista.

Nessas situações, o ideal é que ele se mantenha aquecido e busque uma forma para impedir que o frio, o vento e a chuva se transformem em grandes problemas, já que diferente dos carros, as motocicletas não possuem barreiras físicas de proteção. Essa obstrução precisa ser feita pelas roupas e acessórios.

A solução é procurar vestimentas que protegem contra quedas, mas que também ofereçam camadas para isolamento térmico. “No Brasil, mesmo na região sul, não enfrentamos invernos tão intensos e severos como na Europa, por exemplo, portanto conseguimos unir as tecnologias de proteção, aquecimento e corta vento em uma única peça, sem que o piloto precise usar várias roupas e acabe perdendo a mobilidade”, diz Renier Holtz, Líder de Criação e Desenvolvimento de Produtos da Laquila, empresa líder do mercado de motopeças na América Latina e responsável pelas marcas HJC Brasil e TEXX, focadas em roupas, acessórios e capacetes.

Publicidade

O combo ideal para um motociclista trafegar no frio deve ser composto por jaqueta e calça com bloqueio para vento, frio e chuva, luvas e botas alongadas e a prova de água. “É importante ressaltar que roupas de frio comuns não são indicadas para o uso durante a pilotagem de motos. São peças que deixam o piloto aquecido, mas que não garantem nenhuma proteção em caso de queda ou acidente. Por isso, a escolha da peça adequada é tão importante”, comenta Holtz.

Um exemplo de peça ideal para motociclistas é a Jaqueta Armor da Texx, que possui forro térmico removível, gola alta em Neoprene e protetores CE reforçados nos cotovelos, nas costas e ombros, além de uma modelagem no estilo parca cobrindo uma parte maior do corpo. “A calça com protetores de joelho também é um dos itens indispensáveis para a segurança dos motociclistas, mas ela também pode desempenhar um papel fundamental para manter o piloto quente e confortável quando ganha materiais impermeáveis e que impedem a entrada de vento”, complementa Renier Holtz.

Jaqueta
Foto: Divulgação

Mas a retenção de calor e segurança adequada só estará garantida com a proteção das partes do corpo mais importantes para quem pilota motos: os pés e as mãos. “Não há como abrir mão das luvas e calçados específicos para motoqueiros, já que mãos e pés são responsáveis por todo o controle motor da motocicleta e precisam estar sempre protegidos e aquecidos”, explica Holtz.

Neste quesito, é possível encontrar no mercado, por exemplo, botas produzidas em couro revestido com poliuretano, com tecnologia stopwater de impermeabilidade, solado antiderrapante e protetores para dedos e calcanhares. A TEXX oferece a bota Adventure; e luvas alongadas, quentes e impermeáveis, produzidas com tecido de maior aderência e palma antiderrapante como por exemplo a TEXX Bio Water. “Além disso, o capacete também deve ser pensado para o frio. O ideal é apostar em uma balaclava por baixo e um capacete que ofereça uma visão sem embaçados”, completa o especialista.

Luva
Foto: Divulgação
Botas
Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui