Quatro a cada dez veículos fiscalizados apresentam irregularidades

241
Foto: Divulgação
Publicidade

A cada dez veículos parados para fiscalização de trânsito, quatro apresentaram algum tipo de irregularidade. Essa foi a média entre as blitze deflagradas pelo Grupo de Trânsito da Guarda Municipal durante o Maio Amarelo, mês de conscientização sobre mortes no trânsito.

Em 21 operações foram 1.133 abordagens, sendo 389 carros e 744 motos. Foram aplicadas 456 autuações, o equivalente a 40% do total de veículos fiscalizados: 363 de natureza gravíssima, 55 graves e 25 médias, conforme estabelecido pelo Código de Trânsito Brasileiro. Foram recolhidas 25 Carteiras Nacionais de Habilitação e feitos 31 testes de etilômetro (bafômetro).

Além das blitze, as fiscalizações de agentes de trânsito e guardas municipais, por toda a cidade, mostram que, durante o Maio Amarelo, a principal infração constatada foi a falta do cinto de segurança, em 517 oportunidades. Em outras 275 situações, motoristas foram flagrados usando o celular – é a infração que aparece em segundo lugar no balanço do último mês.

Publicidade

“As infrações observadas são condutas perigosas, que podem agravar a ocorrência e o perigo de se envolver em um acidente de trânsito”, observa o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Péricles de Matos.

Na sequência aparecem licenciamento irregular, com 80 infrações registradas em 31 dias, e falta de Carteira Nacional de Habilitação, com 49 infrações.

“A Carteira Nacional de Habilitação é documento obrigatório e não é uma mera formalidade. Tem uma importância crucial para quem trafega pelas vias, sendo concedido somente após a realização de exames médicos e psicotécnicos, com cursos teóricos e práticos obrigatórios nos quais o indivíduo terá todos os conhecimentos necessários para dirigir”, ressalta a superintendente de Trânsito, Rosângela Battistella.

Grandes devedores

Balanço da Defesa Social e Trânsito aponta ainda que, durante o mês de maio, os três maiores devedores, com grandes valores em débitos do veículo e multas de trânsito acumuladas, somaram cerca de R$ 200 mil.

Com R$ 123.126,97, o maior valor detectado nas fiscalizações de trânsito desenvolvidas pelos órgãos municipais no ano, uma caminhonete Fiat Fiorino registrava reiteradas multas por exceder o limite de velocidade. Na sequência aparecem um Ford Ka com R$ 49.242,49 e uma Land Rover Discovery com R$ 27.622,53 em débitos.

O total de veículos guinchados no mês foi de 377, mais quatro de veículos abandonados.

Irregularidades continuam

Neste mês de junho, durante o feriado de Corpus Christi, guardas municipais autuaram e removeram uma Lamborghini Gallardo ano 2009 – 2010. Avaliada em mais de R$ 600 mil, estava estacionada de forma irregular em ponto exclusivo de táxi na Alameda Doutor Carlos de Carvalho.

O condutor não tinha Carteira Nacional de Habilitação. O veículo estava sem a placa dianteira e tinha R$ 25,4 mil em débitos, por falta de pagamento de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e licenciamento obrigatórios.

Fiscalização Trânsito
Foto: Divulgação
Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui