DER/PR registra mais de 14 mil atendimentos de tráfego no antigo Anel de Integração

359
Atendimento Rodovia
Foto: Divulgação/DER
Publicidade

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) atingiu nesta segunda-feira (6/6) a marca de 14.611 atendimentos realizados nas rodovias federais e estaduais do antigo Anel de Integração, por meio dos seus contratos de operação de tráfego rodoviário.

Estão disponíveis guinchos leves e pesados, para desobstrução de pista e remoção de veículos, além de operações de atendimento mecânico, como troca de pneus, carga elétrica, entre outras. Também é realizada a inspeção de tráfego, com equipes específicas para percorrer 100% da malha ao menos três vezes ao dia, verificando a necessidade de assistência aos usuários, inspecionando as pistas e participando ativamente na ocorrência de neblina, incêndios, acidentes e outras situações, providenciando sinalização de emergência, desvios de tráfego e demais apoios.

São realizados, ainda, serviços de apoio ao Corpo de Bombeiros no combate a incêndios nas áreas próximas às rodovias, com fornecimento de caminhões pipa; e atendimento a incidentes com animais soltos, com orientação aos usuários e a captura e transporte utilizando equipamento apropriado, como caminhão boiadeiro.

Publicidade

A situação mais comum até o momento foi pane mecânica, com 4.337 atendimentos, seguida pelo recolhimento de restos de pneus sobre a pista, com 2.035. Também foram realizados atendimentos de 786 acidentes sem vítima, 710 casos de pneu furado, 607 retiradas de materiais diversos da pista, 407 situações de falta de combustível, 406 veículos com problemas elétricos, e 247 obstáculos atrapalhando o tráfego de veículos, entre outros.

A BR-277 acumula o maior número de atendimentos, com 6.767, seguida pela BR-376 (Rodovia do Café), com 3.969; a BR-369, com 1.470; a PR-151, a primeira estadual na lista, com 847; a PR-317, com 392; e a BR-373, com 354.

Segundo o DER/PR, 9.940 ocorrências foram atendidas pelos veículos de inspeção de tráfego, 2.392 pelos guinchos leves, 1.414 por veículos de apoio, 846 por guinchos pesados, 15 por caminhões pipa e quatro por veículo boiadeiro.

LOTES

Atualmente 2.162 quilômetros do antigo Anel de Integração são atendidos pelo DER/PR com estes serviços, um investimento de R$ 78,6 milhões com período de execução de um ano. Eles contemplam as rodovias federais e estaduais dos lotes de concessão 2, 3, 4, 5 e 6.

Os demais 342,47 km permanecem sendo atendidos pela antiga concessionária de pedágio do lote 1, graças a um acordo judicial com o DER/PR, válido até 26 de novembro deste ano. O departamento já licitou e está pronto para contratar e iniciar os serviços no lote assim que o acordo chegar ao fim, caso seja necessário, garantindo que as rodovias não fiquem desatendidas.

0800

Usuários dessas rodovias federais e estaduais podem acionar os serviços de operação de tráfego rodoviário gratuitamente, por meio do telefone 0800-400-0404, em casos de acidentes, pane, quedas de carga, animais na pista, materiais na pista, danos no pavimento que representem riscos aos usuários, entre outros. O telefone é válido para todas as regiões do Estado.

As chamadas são recebidas pelo Centro de Operações Integradas (COI) do DER/PR, que conta com uma equipe treinada para prestar o apoio necessário, disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive em feriados.

Ao receber uma ligação, o COI acionará o serviço indicado para atender ao usuário, já informando o tempo estimado de espera para chegada do veículo. O COI também realiza o direcionamento da chamada caso o atendimento caiba a outros órgãos, como Polícias Rodoviárias, Polícia Civil, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, SAMU, DNIT e Instituto Água e Terra (IAT).

As informações do COI quanto às condições para o tráfego de veículos são divulgadas online, em tempo real, por meio do Twitter @rodovias_parana e no portal do DER/PR.

Qualquer situação que interrompa ou afete o tráfego está sendo informada, bem como detalhes sobre o atendimento, informações sobre o clima e sobre tempo estimado para cruzar os trechos monitorados.

O investimento no COI, que inclui equipamentos, equipe, treinamentos e todos os aspectos tecnológicos necessários para monitorar as rodovias e atender os usuários, é de R$ 10,9 milhões, com duração de um ano.

CONSERVAÇÃO

O DER/PR também licitou e contratou, ainda no ano passado, os serviços de conservação do pavimento e faixa de domínio das rodovias estaduais que antes estavam concedidas. O investimento é de R$ 93,5 milhões para atender 964,52 quilômetros durante dois anos.

São cinco contratos, conforme as superintendências regionais do DER/PR:

  • Lote 1 (RMC e Litoral/153,75 quilômetros);
  • Lote 2 (Campos Gerais/306,48 quilômetros);
  • Lote 3 (Norte/230,29 quilômetros);
  • Lote 4 (Noroeste/200,99 quilômetros);
  • Lote 5 (Oeste/73,01 quilômetros).

RODOVIAS FEDERAIS

Com o término dos convênios de delegação e das concessões rodoviárias nos dias 26 e 27 de novembro de 2021, a responsabilidade das rodovias federais retornou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Mobilidade Curitiba

Siga o Mobilidade Curitiba no Twitter e Instagram e fique informado sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui