Pagamento da tarifa com cartão ajudou a reduzir em 87% número de assaltos no transporte coletivo

788
Foto: Daniel Castellano/SMCS
Publicidade

O aumento do uso de cartões para pagamento da tarifa de ônibus em Curitiba e a consequente redução da circulação de dinheiro, ajudou a reduzir em 87% o volume de assaltos nos coletivos da capital entre 2019 e 2022.

Segundo levantamento da Urbanização de Curitiba (Urbs) com base nos boletins de ocorrência registrados pelas empresas de ônibus, foram 834 assaltos em 2019. Em 2022, esse número fechou em 103. O prejuízo com os assaltos passou de R$ 125,2 mil em 2019, para R$ 10,6 mil, uma queda de 91%.  

Desde março de 2020, a Urbs vem ampliando o número de linhas que aceitam exclusivamente cartão como pagamento, processo que foi acelerado em 2022. Hoje, das 254 linhas de Curitiba, 205 só aceitam pagamento com cartão.

Publicidade

Cartão de débito e crédito

Outro incentivo para reduzir a circulação de dinheiro veio a partir de março de 2022, quando os ônibus, estações-tubo e terminais da cidade passaram a aceitar pagamento, além do cartão transporte Urbs, com cartões de débito, crédito e celulares. Mais de 5,7 milhões de passagens já foram compradas com cartões de débito e crédito desde o início da funcionalidade.

“Hoje quase 80% das passagens no transporte coletivo são pagas por meio de cartão, que trouxe praticidade e maior segurança para o passageiro. O transporte coletivo deixou de ser um dos alvos principais de assaltos da cidade”, diz Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbs.

O cruzamento de dados mostra que o número de ocorrências reduziu à medida em que o uso do cartão foi ampliado no transporte coletivo e a circulação de dinheiro foi reduzida.

Em 2019, o pagamento em espécie representava 36,8%; em 2020 diminuiu para 32,33% e em 2021, para 31,64%. No ano passado, esse percentual reduziu para para 22%, com o aumento das linhas com uso exclusivo de cartões e o avanço dos cartões de crédito e débito como meios de pagamento.

Enquanto isso, os 834 assaltos registrados em 2019 passaram para 560 em 2020, 186 em 2021 até chegar a 103 no ano passado.

“Vale lembrar que 2020 foi o ano de pandemia, em que tivemos uma redução da circulação de pessoas. Mesmo com a volta à normalidade, o número de ocorrências diminuiu”, acrescenta Maia Neto.

Saiba como fazer seu cartão-transporte

Fazer o cartão-transporte da Urbs é rápido e fácil. A confecção da primeira via é gratuita. Para fazer o cartão, o usuário deve agendar o seu atendimento pelo Agenda Online e depois comparecer nas unidades da Urbs nas Ruas da Cidadania. 

É necessário levar ao local de atendimento documento de identificação com foto, CPF e comprovante de endereço. No caso de menores de idade, o cartão pode ser solicitado pelos pais ou responsável legal, apresentando documento de identificação original com foto de ambos. Todas as unidades trabalham das 12h30 às 18h30 em dias úteis.

MOBILIDADE CURITIBA

Siga o Mobilidade Curitiba no Twitter e Instagram e fique informado sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui