Parceria irá otimizar sistema de transporte coletivo na Região Metropolitana de Curitiba

1225
Foto: Divulgação/Comec
Publicidade

O Governo do Estado, por meio da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, formalizou um Protocolo de intenções com o Governo Federal e a Prefeitura de Curitiba com o objetivo de otimizar o sistema de transporte coletivo na Região Metropolitana de Curitiba. As medidas foram anunciadas na quarta-feira (29/6) pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior e pelo prefeito de Curitiba, Rafael Greca, e têm reflexo também em municípios da Região Metropolitana.

Dentro do acordo assinado, está prevista a elaboração de um modelo de gestão integrada e interfederativa do sistema de mobilidade urbana da Região Metropolitana de Curitiba, prevendo inclusive a possibilidade de criação de uma agência comum para gerir e regulamentar os serviços de transporte da Região. “A criação de uma agência que passará a gerir os sistemas de transporte de toda a Região Metropolitana, reduzirá custos que hoje existem com operações separadas, dará mais agilidade na gestão e integração deste sistema e possibilitará a utilização de um único cartão transporte, trazendo diversos benefícios para a população”, destacou o Diretor-presidente da Comec, Gilson Santos.

A União tem trabalhado na formulação de um novo marco da mobilidade que deverá disciplinar aspectos estruturantes do transporte público coletivo, visando a superação da crise pela qual passa o setor. O novo marco deverá abordar temas como a organização metropolitana dos serviços de transporte urbano e a instituição de unidades regionais de transporte público coletivo para planejamento, operação e regulação dos serviços, prevendo a possibilidade de gestão compartilhada das concessões e de regulação delegada. “Assinar esse protocolo é uma oportunidade de avançarmos na gestão compartilhada e o MDR poder ampliar isso para outras regiões metropolitanas do País”, afirma o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira.

Publicidade

A região de Curitiba foi escolhida para começar a desenvolver o projeto-piloto, já que o prazo de vigência do contrato de concessão de serviços de transporte coletivo de passageiros do município de Curitiba se encerra em 2025, abrindo a oportunidade de se repensar o modelo de concessão atual. “É um grande debate que ganha o governo federal como um aliado importante para aprimorar o sistema público de transporte da Região Metropolitana”, disse o diretor-presidente da Comec, Gilson Santos.

“Esse acordo é algo especial para o Governo Federal, porque reforça o diálogo e a cooperação entre os diversos entes federativos para pensarmos em um novo modelo de mobilidade que possa servir de exemplo para o País”, destacou o subsecretário de Planejamento da Infraestrutura Subnacional do Ministério da Economia, Fábio Ono.

PRESENÇAS

Participaram do encontro o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel; o presidente do Ippuc, Luiz Fernando Jamur; o presidente da URBS, Ogeny Pedro Maia Neto; o diretor substituto do Departamento de Planejamento Integrado e Ações Estratégicas do Ministério de Desenvolvimento Regional, Fernando Araldi; o vereador de Curitiba Pierpaolo Petruzziello; além de representantes da Prefeitura de Curitiba.

A reunião ocorreu na sede do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

MOBILIDADE CURITIBA

Siga o Mobilidade Curitiba no Twitter e Instagram e fique informado sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana.

Publicidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui