Secretaria de Transportes e Trânsito quer automatizar sistema de processamento de multas de infrações de trânsito

A Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito de São José dos Pinhais estuda a implantação da automação de 100% nos serviços de processamento de notificações de trânsito no município e neste sentido, realizou reunião na última quarta-feira, dia 24 de julho, para conhecer um novo modelo de gestão para os serviços.

Apenas nos primeiros seis meses de 2019, foram processados 10.624 autos de infração gerados no perímetro urbano da cidade, onde as notificações lavradas pela Guarda Municipal são encaminhadas para a Divisão de Processamento e Administração da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito.

Todos os autos são lançados em um sistema interligado com a Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar), que por sua vez, distribuí aos Órgãos de Trânsito e ao Correios, que realiza a entrega da multa ao motorista infrator.

Atualmente todo processo físico é catalogado e arquivado pela Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito, gerando despesas de produção e de arquivamento, resultando em milhares de páginas e de processos, que ficam indefinidamente guardados.

Com a automação o município deixará de gerar esse volume de arquivos, além disso, passará a oferecer ao cidadão a possibilidade de acompanhar o seu processo passo a passo, até os recursos finais de defesa e a conclusão dos procedimentos.

Já para os servidores que trabalham no setor, o processo digital seria um procedimento mais facilitador para o lançamento das infrações.

“Muitas vezes, na fase de recursos, especialmente, pode ocorre à falta de um documento, como por exemplo, a Carteira Nacional de Habilitação, e através deste novo sistema integrado, teríamos acesso ao documento digital que vai contribuir no sentido de não termos processos físicos parados”, conforme Eduardo Umbria, diretor de Trânsito.

Ainda durante a apresentação do novo sistema, o secretário de Transportes e Trânsito, Fabrício Tambolo, sinalizou que a Secretaria pretende adotar o método.

“Isso é uma definição da Administração do prefeito Toninho Fenelon, para que busquemos mais eficiência e qualidade nos serviços públicos, bem como, melhorar as condições de trabalho dos servidores; a automatização dos processamentos de multa reúne tudo isso. Vamos agora trabalhar para a implementação do método e viabilizar os recursos necessários”, disse Fabrício Tambolo.

Mobilidade Curitiba

A redação do Mobilidade Curitiba é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@mobilidadecuritiba.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.