Urbs Móvel completa dois anos e deverá dobrar a capacidade de atendimento

1901
URBS Móvel
Foto: Luiz Costa/Secretaria Municipal de Comunicação Social
Publicidade

Criado durante a pandemia, o Urbs Móvel completa dois anos de funcionamento com a marca de 21,4 mil atendimentos e projeto de dobrar a capacidade de atendimento.

O micro-ônibus percorre os bairros da cidade e oferece à população serviços ligados ao transporte coletivo, como confecção do cartão-transporte, desbloqueio, atualização e troca de limite.

A ideia, originalmente, era oferecer uma facilidade para o usuário durante a pandemia, evitar que ele precisasse se deslocar, em tempos de isolamento, para conseguir os serviços. Com o avanço da vacinação e o aumento de circulação de pessoas, porém, a quantidade de atendimentos no Urbs Móvel disparou. De janeiro a junho foram 7.666 atendimentos, quase a totalidade registrada em todo o ano passado (7.871).

Publicidade

O projeto foi tão bem aceito que não só foi mantido como vai ganhar uma nova máquina de impressão de cartão-transporte. Com isso, a capacidade de 60 atendimentos por dia deve dobrar nos próximos meses.

“Foi uma ideia que deu certo, as pessoas aderiram ao formato. Para o usuário é mais cômodo e para a Urbs melhora a qualidade do serviço, ao desafogar as demais unidades de atendimento”, diz o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

Em dois anos, o Urbs Móvel percorreu 15,2 mil quilômetros, equivalente à distância de ida e volta de Curitiba até Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Como funciona

Toda semana, o ônibus percorre uma regional da cidade, com um um local diferente a cada dia, sempre próximo a pontos de referência e maior fluxo de pessoas, como igrejas, shoppings, supermercados, farmácias, estações-tubo e terminais do transporte coletivo.

A localização do Urbs Móvel é divulgada mensalmente no site da Urbs. O horário de funcionamento micro-ônibus é o mesmo do atendimento da Urbs – 12h30 às 18h30 – nos dias úteis.

Entre os serviços oferecidos estão 1ª via do cartão-transporte usuário, 2ª via, desde que sem custo, troca de limite, solicitação de bloqueio, desbloqueio (extravio ou roubo), desbloqueio por falta de uso, consulta ao extrato financeiro (apresentação na tela), carga pendente e atualização. No caso do cartão idoso – pessoas com idade igual ou superior a 65 anos – estão disponíveis a renovação, bloqueio e desbloqueio (em caso de extravio e roubo).

MOBILIDADE CURITIBA

Siga o Mobilidade Curitiba no Twitter e Instagram e fique informado sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui