Equipe da Urbs responde questões sobre projeto de suplementação orçamentária na Câmara Municipal

323
Contas
Foto: Ricardo Marajó/SMCS
Publicidade

Técnicos da Urbanização de Curitiba (Urbs) participaram, nesta sexta-feira (20/5), da reunião extraordinária da Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização na Câmara Municipal de Curitiba (CMC) para responder questionamentos de vereadores sobre o projeto de suplementação orçamentária de R$ 174 milhões, que está tramitando na casa desde início de abril.

Os recursos serão destinados, principalmente, para fazer frente ao déficit no transporte coletivo, provocado pela diferença entre a tarifa técnica (real do sistema), de R$ 6,37, e a tarifa social (paga pelo usuário), de R$ 5,50.

Do total de R$ 174 milhões, R$ 132,5 milhões são para atender as despesas para equalizar a diferença entre as tarifas técnica e social. Os R$ 41,6 milhões restantes são para atender gastos com manutenção do sistema, compra de materiais, serviços de tecnologia da informação e comunicação.

Publicidade

A equipe técnica da Urbs foi representada pelo gestor de operação do transporte coletivo, Sérgio Luií de Oliveira, e os assessores técnicos e orçamentários Carlos Eduardo Manika e Odair Fernandes.

Os pontos abordados foram as projeções de custos e de passageiros do sistema ao longo de 2022, a planilha de custos e os repasses realizados ao transporte além do valor das gratuidades, hoje pagas pelo município.

Fizeram questionamentos os vereadores Serginho do Posto (presidente da comissão) e Indiara Barbosa (vice-presidente) e Márcio Barros. Participaram ainda Osias Moraes, Flávia Francischini e Tito Zeglin. O projeto será debatido em mais uma reunião da Comissão de Economia da casa.

Mobilidade Curitiba

Siga o Mobilidade Curitiba no Twitter e Instagram e fique informado sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui