Ações desenvolvidas pela Arteris Planalto Sul reduzem impactos ambientais

A Arteris possui compromisso com o desenvolvimento sustentável da infraestrutura do país, dessa forma, investe em ações que visam diminuir os impactos causados ao meio ambiente. Dentro dos 412,7 quilômetros de extensão da rodovia BR-116 sob concessão da Arteris Planalto Sul, foram catalogados 689 corpos hídricos que se dividem em 1.339 áreas de preservação permanente.

Deste total, 471 áreas de preservação permanente foram devidamente cercadas, sendo 60 realizadas apenas no primeiro semestre de 2019. O cercamento realizado gera maior proteção para as reservas, evitando corte indevido pelo serviço de roçada.

Antes do início de qualquer obra, a concessionária realiza um estudo da fauna da região impactada, e para preservar as espécies, equipes da área de Meio Ambiente fazem o afugentamento e salvamento da fauna local.

Somente nas obras de terceiras faixas em Santa Catarina, foram avistados 156 animais, 28 deles foram resgatados e soltos e 11 afugentados distante das obras.

Na obra de contenção da Serra do Espigão, concluída no início de 2018, diante da extensão e abrangência da obra, quase 300 espécies de fauna silvestre foram registradas, muitos desses afugentados, e quase a totalidade, cerca de 194 foram resgatados.

Ainda no sentido de proteger os animais, durante todo o trecho da rodovia BR-116, a concessionária instalou 13 passagens de fauna, sendo 12 adaptações de estruturas existentes e uma passagem de fauna área.

Desde setembro de 2016 – após a instalação dessas passagens – foram registradas a presença de 28 espécies de animais silvestres fazendo o uso do dispositivo.

Para somar as ações, há também o plantio compensatório, como ocorreu na Fazenda Ribeirão das Pedras, em Bocaiúva do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba.

Os plantios são uma obrigatoriedade diante da supressão de vegetação decorrente das obras, nesse caso foi a duplicação da rodovia no Paraná, aproximadamente 25 quilômetros da rodovia BR-116.

Na oportunidade, houve a restauração de 76,57 hectares e o plantio de mais de 77 mil mudas de árvores nativas da Floresta da Araucária (bioma ameaçado de extinção).

Os investimentos são constantes, a concessionária segue preservando e protegendo a fauna e flora das regiões em que atua, por meio de ações constantes na rodovia e seus arredores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.