Contratos para construção do Contorno Norte de Curitiba são debatidos em Brasília

O presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, Gilson Santos, participou na tarde desta quinta-feira, dia 27 de junho, de uma audiência pública na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres, em Brasília, com o objetivo de aprimorar os contratos que regulamentam a programação de obras e serviços em concessões de rodovias federais reguladas pelo órgão.

Entre os contratos debatidos, está o contrato com a empresa Arteris, responsável pelos 402,6 quilômetros da rodovia Régis Bittencourt, que liga as cidades de São Paulo e Curitiba, e que possui, entre suas contrapartidas, a construção do Trecho 4 do Contorno Norte de Curitiba.

Segundo Gilson Santos, “o projeto está previsto no contrato desde sua assinatura, em 2008, mas até o momento não saiu do papel. É uma obra de extrema importância para a região e que precisa ser concluída o quanto antes”.

Gilson Santos destacou ainda o projeto para construção de uma caneleta exclusiva para ônibus na rodovia Régis Bittencourt, ligando Curitiba à Fazenda Rio Grande, e posteriormente Mandirituba, Quitandinha, Campo do Tenente e Rio Negro, também sem previsão de lançamento, e que representa um dos principais gargalos logísticos e urbanísticos para a parte sul da Região Metropolitana.

“Este é um trecho bastante saturado e que possui inúmeros acidentes. Ao mesmo tempo, Fazenda Rio Grande vem crescendo expressivamente nos últimos anos e o Transporte Coletivo precisa de investimentos para poder acompanhar esta demanda. Precisamos olhar com atenção para esta obra. Estamos numa força tarefa com órgãos do Governo Federal, Estadual e Municípios, para que elas sejam realizadas ainda nesta gestão”, disse o presidente.

Participaram da audiência a prefeita de Colombo, Beti Pavin, o prefeito de Fazenda Rio Grande, Márcio Wosniak, o prefeito de Quatro Barras, Angelo Andreatta e o prefeito de Campina Grande do Sul, Bihl Zanetti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.