Esquema especial para trânsito ameniza impacto das obras na Avenida Visconde de Guarapuava

O esquema especial para amenizar o impacto no trânsito das obras na Avenida Visconde de Guarapuava funcionou bem nesta terça-feira, dia 11 de fevereiro de 2020, segundo dia dos trabalhos de revitalização do pavimento, segundo o diretor de operações da Superintendência de Trânsito, Pedro Darci.

Além dos agentes na região, foram colocadas placas de desvio e sugeridos caminhos alternativos (veja mapa abaixo). As obras estão sendo feitas em duas faixas da pista da esquerda, no trecho logo após o viaduto da Rua Ubaldino do Amaral, uma das faixas da pista da direita e as três faixas da pista da esquerda da avenida permanecem sem restrições.

Avenida Visconde de Guarapuava Obras

“Nós fizemos apenas uma pequena alteração no tempo do semáforo no cruzamento da Avenida Visconde de Guarapuava com a Rua Doutor Faivre para aliviar o trânsito. As obras estão seguindo no tempo estimado e os congestionamentos foram muito pequenos durante todo o dia”, disse Pedro Darci.

Mesmo no horário de pico o trânsito fluiu como o esperado. Para o final da tarde desta terça-feira, todas as faixas estão liberadas, já que foi feita apenas a fresa (retirada da camada mais superficial do asfalto), podendo os veículos circularem pela via.

As obras serão realizadas das 9h às 17h (de segunda a sexta-feira) e das 8h às 13h (aos sábados).

Os agentes de trânsito seguem orientando os motoristas e mesmo nas ruas próximas à Avenida Visconde de Guarapuava o fluxo de veículos é considerado normal.

Obras

Entre segunda-feira, dia 10 de fevereiro e terça-feira, dia 11 de fevereiro, o serviço de pavimentação na Avenida Visconde de Guarapuava avançou a primeira quadra.

A fresagem do antigo pavimento, que retirou a camada danificada das três faixas da pista da direita da via, foi feita a partir do cruzamento com a Rua General Carneiro e alcançou a esquina com a Rua Doutor Faivre.

Para esta quarta-feira, dia 12 de fevereiro, está prevista a aplicação de massa asfáltica do trecho fresado e a continuidade da fresa até a altura da Rua Francisco Torres.

A expectativa é que as obras, que se estenderão por 3.760 metros, no trecho entre as ruas General Carneiro e Cândido Xavier, dure de 30 a 45 dias e durante todo este período os agentes de trânsito da cidade estarão acompanhando e orientando os motoristas.

Caminhos alternativos

Os motoristas que trafegam nas vias cujo tráfego se destina principalmente à Avenida Visconde de Guarapuava – Ubaldino do Amaral e a Almirante Tamandaré – podem pegar desvios.

Quem vem do Alto da XV, pode entrar diretamente na Rua Marechal Deodoro rumo ao Centro ou então pela Rua Comendador Macedo até a Rua Tibagi, para aí voltar para a Avenida Visconde de Guarapuava depois do trecho em obras ou seguir até a Avenida Iguaçu ou a Avenida Sete de Setembro.

Há também a opção de seguir pela Rua Ubaldino do Amaral e entrar diretamente na Avenida Presidente Affonso Camargo e depois na Avenida Sete de Setembro, seguindo no sentido do Centro.

Já quem vem do Jardim Botânico, pela Avenida Prefeito Omar Sabbag, a melhor dica é ir em direção ao Centro pela Rua Engenheiros Rebouças.

Mobilidade Curitiba

A redação do Mobilidade Curitiba é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@grupopln.com.br ou envie uma mensagem para o nosso Whatsapp.

Um comentário em “Esquema especial para trânsito ameniza impacto das obras na Avenida Visconde de Guarapuava

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.