São José dos Pinhais supera meta nacional e reduz em 73% o número de mortes no trânsito

O município de São José dos Pinhais registra em 2019, uma redução de 73% no número de mortes na área urbana, e com esse índice a cidade também supera a meta mundial, que prevê uma diminuição de pelo menos 50% de óbitos e feridos graves no trânsito.

Em 2012, a média de vítimas fatais no município, considerando grupos de 100 mil habitantes, era de 28,6 mortes. Nesta mesma época São José dos Pinhais começou a fazer parte do Programa Vida no Trânsito, que tinha como foco inicial questões relacionadas a velocidade e o uso do álcool e direção.

Suas atividades envolviam as áreas de Engenharia, Fiscalização, Educação e Análise de Dados, afim de construir uma verdadeira cultura de paz no trânsito.

Já a partir de 2017 as ações de fiscalização, educação e engenharia de tráfego foram fortalecidas, e os resultados positivos começaram a aparecer. No primeiro semestre de 2019, foram 02 acidentes fatais e isso em relação a 2015, quando os dados começaram a ser cruzados, essa redução representa uma queda de 73,3%, levando em conta ainda que neste período houve um significativo crescimento populacional.

Esses números também foram reduzidos nos trechos onde a cidade é cortada pelas rodovias BR-277, que liga ao litoral paranaense e as rodovias BR-376 e BR-116 que liga os estados do sul ao centro do País; nestes traçados das rodovias a redução foi de 63% em relação ao primeiro semestre de 2018 para 2019.

Os dados apresentados são do Programa Vida no Trânsito de São José dos Pinhais e segundo o secretário de Transportes e Trânsito, Fabrício Tambolo, alguns fatores foram e são fundamentais para essa diminuição de acidentes fatais: “Temos uma frota circulante de 189 mil veículos segundo dados do Departamento de Trânsito do Paraná e isso traduz como é o nosso trânsito; além disso temos outra frota transitória que diariamente cruzam as rodovias de nossa cidade. Então precisamos agir na base e neste sentido a Educação para o Trânsito tem papel fundamental, pois trabalha a educação com alunos de séries iniciais e chega até a população adulta e isso garante resultados muito positivos”, disse o secretário.

Blitz de trânsito
As blitze de trânsito também fortalecem políticas como a tolerância zero para o álcool e direção (Foto: Sílvio Ramos/Prefeitura de São José dos Pinhais)

Fabrício Tambolo também lembrou outros fatores que contribuem para que a cidade tenha um trânsito menos violento, como ações integradas entre instituições públicas e privadas e maior fiscalização.

As blitz de trânsito também fortalecem políticas como a tolerância zero para o álcool e direção, a situação de recolhimento de veículos irregulares, além das ações de sinalização de vias e programas de educação.

Já aconteceram durante o ano de 2019, diversas operações de trânsito em diferentes regiões da cidade, onde foram retiradas de circulação, até o mês de maio, 459 motocicletas que transitavam em situação irregular.

Ao comemorar essa importante redução no numero de atropelamentos, a Secretaria também comemora o aniversário de sete anos de atividades da Coordenação de Educação para o Trânsito, que além das conquistas práticas traduzidas na preservação de vidas, também contabiliza a formação de 40 mil alunos da rede municipal, que passaram pelas aulas do programa de Educação para o Trânsito com Cidadania.

A coordenação de Educação para o Trânsito conta com equipe multidisciplinar, formada por agentes administrativos e de trânsito, pedagogo e psicólogo, que realizam atividades práticas e didáticas com a comunidade escolar, seguindo uma agenda previamente programada.

Uma das grandes metas da Secretaria de Transportes e Trânsito para o sistema de circulação de veículos e pedestres são, primeiramente, a redução da velocidade nas vias urbanas e uma cultura de respeito ao pedestre; além disso, também pretende promover e melhorar as características de mobilidade humana no município.

Neste momento a Secretaria de Transportes e Trânsito desenvolve uma campanha de educação dirigida aos motoristas, para que observem, respeitem e deem preferência aos pedestres, mas orienta de maneira geral, toda a população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.