Embarque na Linha Turismo cresce 8,4% em 2019 com bilhetagem eletrônica

Um dos principais serviços turísticos da Prefeitura de Curitiba, a Linha Turismo teve um aumento de 8,4% nos embarques em 2019 em relação ao ano anterior. Foram 557.488 embarques no ano passado, com uma média de 46 mil passeios mensais. O mês de julho foi o mais movimentado, com mais de 81 mil embarques.

Tatiana Turra, presidente do Instituto Municipal de Turismo, avalia que a implantação da bilhetagem eletrônica foi fundamental para o aumento no fluxo de embarques no serviço. Até o início do ano passado, a Linha Turismo operava com o sistema de cartelas com cinco tíquetes (um embarque e quatro reembarques).

“A partir do mês de março, houve a mudança e o embarque passou a ser feito com cartões com validade de 24 horas, permitindo reembarques livres”, justifica Tatiana Turra.

Ela lembra que a implantação da bilhetagem eletrônica foi uma determinação do prefeito Rafael Greca, que desde o início de sua gestão vem incentivando uma maior integração do Instituto Municipal de Turismo e da Urbanização de Curitiba, responsável pela operacionalização do serviço, com o objetivo de melhorar os serviços turísticos da capital paranaense. “Fizemos em conjunto um mapeamento para subsidiar esta melhoria”, completou Tatiana Turra.

Pesquisa

Uma pesquisa feita pelo Instituto Municipal de Turismo, entre julho e dezembro de 2019, mostra o perfil dos visitantes que embarcaram na Linha Turismo.

O levantamento contou com uma amostra de 713 passageiros, entre aqueles que utilizaram os cartões e cartelas próprios da Linha Turismo (não foram incluídos na pesquisa os moradores que utilizaram o Cartão Usuário).

Entre os turistas, a principal motivação para vir a Curitiba foi lazer ou descanso (67,2%) e a maioria (56,1%) visitava a cidade pela primeira vez. A origem dos visitantes que mais se destacou foi São Paulo (31,8%), seguido do Paraná (12,9%) e Rio de Janeiro (11,8%).

O estudo aponta ainda que, entre os turistas que passearam no serviço, a média de permanência na cidade foi de 3,9 dias, a maioria veio à cidade de avião (59,6%) com a família (41,3%) e ficou hospedada em hotel (66,3%).

Qualidade

Durante a pesquisa, os passageiros da Linha Turismo avaliaram cinco aspectos a respeito do passeio: áudio informativo, custo-benefício do passeio, atendimento e cortesia do motorista e cobrador, limpeza do veículo e o sistema de embarque com utilização de cartão. As avaliações foram feitas através da atribuição de notas entre 1 e 5 para cada item.

Os aspectos melhor avaliados foram o sistema de cartão e a limpeza, com média 4,8, e a nota mais baixa foi atribuída ao serviço de áudio, com nota 3,2. Custo-benefício (4,5) e atendimento e cortesia (4,7) foram outros quesitos avaliados.

A Linha Turismo é formada por ônibus doubledeckers (de dois andares) que permitem uma visão panorâmica da cidade durante todo o passeio. O trajeto começa na Praça Tiradentes, no Centro, e passa por 26 pontos turísticos, entre eles Jardim Botânico, Parque Tanguá, Ópera de Arame, Centro Histórico, Bosque do Papa e Museu Oscar Niemeyer. O cartão custa R$ 50,00 para turistas.

Mobilidade Curitiba

A redação do Mobilidade Curitiba é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@mobilidadecuritiba.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.