Nova Ciclorrota Nascente do Iguaçu é inaugurada em Pinhais

Foi lançada neste domingo, dia 18 de agosto, a nova Ciclorrota Nascentes do Iguaçu. O evento contou com a participação de milhares de ciclistas que seguiram em uma pedalada inaugural de 42 quilômetros passando pelos municípios integrantes do circuito – Pinhais, Piraquara e Quatro Barras.

A Ciclorrota Nascentes do Iguaçu foi realizada em uma ação conjunta entre os três municípios, e contou com o apoio do Governo do Estado do Paraná, por meio da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba.

De acordo com o diretor de comunicação da Prefeitura de Pinhais, Márcio Mainardes, o objetivo, além de criar uma nova opção de lazer e esporte, é fomentar a economia e a cultura local, por meio do turismo. “Temos uma junção histórica das cidades, com povos muito bacanas, natureza abundante e muita cultura. Os turistas vão encontrar coisas maravilhosas por aqui”.

O presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, Gilson Santos, destacou o apoio do Governo do Estado do Paraná ao projeto e a vontade de replicá-lo à outras cidades da Região Metropolitana. “É preciso reconhecer o belíssimo trabalho que os três municípios realizaram neste projeto, que de tão belo será literalmente copiado para outras regiões. Esta será uma ciclorrota modelo para nós. Parabéns aos envolvidos. Ganham os municípios, ganham os munícipes e, principalmente, os amantes do cicloturismo”.

Ciclorrota Inauguração
Foto: Comunicação/Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba

A ciclorrota Nascentes do Iguaçu tem 259 quilômetros de extensão, passando pelos municípios de Pinhais, Piraquara e Quatro Barras, mas que é dividida em 14 rotas temáticas menores, que variam de 5,9 quilômetros a 42,1 quilômetros.

Entre elas, os visitantes poderão escolher entre a Rota Cervejeira, a Rota das Montanhas, a Rota do Parque das Águas, Graciosa Mata Atlântica, entre outras.

No trecho percorrido, além da natureza abundante e comunidade local, os visitantes encontrarão 29 pontos turísticos que poderão ser visitados, entre eles: igrejas, centros culturais, parques, túneis, portais, obeliscos, praça e até uma aldeia indígena.

Todo o percurso possui sinalização com placas e totens personalizados com mapas, além de pontos de apoio onde os ciclistas poderão descansar e obter informações.

Mobilidade Curitiba

A redação do Mobilidade Curitiba é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@mobilidadecuritiba.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.