Nova rota de cicloturismo na Região Metropolitana de Curitiba é discutida

O presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, Gilson Santos e o Diretor Geral, Raphael Rolim, participaram nesta quinta-feira, dia 11 de abril, de um encontro para debater a implementação de uma rota de cicloturismo na Região Metropolitana de Curitiba.

O trajeto, proposto por empresários e ciclistas, tem aproximadamente 426 quilômetros passando pelos municípios de Curitiba, Araucária, Contenda, Lapa, Rio Negro, Piên, Agudos do Sul, Tijucas do Sul e São José dos Pinhais, podendo fazer conexões com rotas já implementadas como o Circuito das Araucárias (Campo Alegre, Rio Negrinho, São Bento do Sul e Corupá) e o Circuito Vale Europeu (Timbó, Pomerode, Indaial, Rodeio, Doutor Pedrinho, Alto Cedros e Palmeiras), ambos em Santa Catarina.

Para o Presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, Gilson Santos, o projeto tem grande potencial, podendo ter um impacto significativo na economia destes municípios, “O Cicloturismo já é uma realidade, atraindo turistas do mundo todo. Com o aeroporto de São José dos Pinhais, temos a oportunidade de trazer estes turistas, fazendo com que eles desembarquem na cidade e daqui sigam o nosso trajeto ou façam a conexão com o Circuito das Araucárias ou do Vale Europeu. Somente o Vale Europeu, por exemplo, recebe em média 100 cicloturistas por mês. Ou seja, são pessoas que estão consumindo, gerando emprego e renda, em uma atividade que não gera poluição ou resíduos e não exige grandes investimentos”.

O projeto está sendo finalizado pelos empresários, em parceria com a Prefeitura de São José dos Pinhais, e deverá ser apresentado com detalhes em breve.

Estiveram presentes no encontro o deputado estadual, Goura, o secretário da Indústria, Comércio e Turismo de São José dos Pinhais, Giam Carlo, entre empresários, ciclistas e assessores.

rota de cicloturismo
Foto: Gabriel Hubner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.