Pedestres devem ter prudência ao fazer fotos no corredor de árvores

273
Corredor Movimento
Foto: Daniel Castellano/SMCS
Publicidade

O corredor de árvores ao longo da canaleta de ônibus da Rua Deputado Heitor Alencar Furtado, no Mossunguê, atrai todos os anos centenas de pessoas para fotografar os liquedâmbares (Liquidambar styraciflua) e suas folhas avermelhadas. A Urbanização de Curitiba (Urbs), que administra do transporte coletivo na cidade, alerta, porém, para a conduta imprudente de algumas pessoas que fazem fotos no local sem prudência e correm o risco de atropelamento.

Muitas delas têm andado pela canaleta e até deitado no asfalto do corredor dos biarticulados para fazer selfies, o que é proibido e coloca em perigo a vida de quem fotografa e a dos passageiros dos ônibus.

“A Urbs orienta os motoristas de ônibus a trafegar com os faróis ligados na canaleta, principalmente nesta região, e reduzir a velocidade. Mas as pessoas têm que ter responsabilidade e atentar para o risco de caminhar ou fazer fotos na via que é exclusiva dos ônibus”, diz Sandro de Oliveira, coordenador da Unidade de Fiscalização do Transporte da Urbs.

Publicidade

Ele aconselha que as fotografias sejam tiradas em períodos de menos movimento, fora do horário de pico, sempre respeitando as normas de segurança.

As árvores “vermelhas” se transformaram em cartão-postal da cidade nesta época do ano. Elas são originárias da América do Norte (México e Estados Unidos), têm folhas que variam em tons de vermelho e podem passar de 15 metros de altura. Na região do Mossunguê, são cerca de 850 árvores que encantam com o avermelhado das folhas estreladas que caem durante o outono. Saiba mais aqui.

Publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui