Prefeitura de Curitiba atende ocorrências causadas pelo forte temporal que atingiu a cidade

Após o trabalho intenso das equipes da Prefeitura de Curitiba ao longo da noite de quarta-feira, dia 18 de setembro e toda esta quinta-feira, dia 19 de setembro, a Defesa Civil de Curitiba monitorou a situação dos bairros de Curitiba, prestando apoio às administrações regionais após as chuvas que atingiram a cidade desde a tarde de quarta-feira.

As equipes entregaram lonas para as residências atingidas. Até o final da tarde de quinta-feira, haviam sido distribuídos 82 rolos de lona (cada um com 4 metros por 100 metros). Não há registro de desabrigados nem de feridos.

O último levantamento da Defesa Civil foi de que 340 residências foram destelhadas após serem atingidas por granizo: 200 no Caximba (Vila 29 de Outubro), 90 na Vila Calixto (Pinheirinho), 20 na Regional Boa Vista e 30 na Regional de Santa Felicidade.

Segundo o balanço da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, 1.400 pessoas foram afetadas pelas fortes chuvas que começaram às 18h de quarta-feira. Não houve desabrigados nem desalojados.

No início da manhã desta quinta-feira eram cerca de 300 servidores da Prefeitura de Curitiba envolvidos no atendimento às ocorrências das chuvas, das secretarias municipais e das Administrações Regionais da cidade.

Foram deslocadas 14 equipes de arborização nas ruas de Curitiba desde a noite de quarta-feira para fazer os atendimentos das solicitações relacionadas a quedas de árvores ou galhos em vias públicas. A expectativa da Prefeitura de Curitiba era de que até o final do dia de quinta-feira, houvesse desobstrução de todas as ruas.

Somente da Secretaria Municipal do Meio Ambiente foram cerca de 70 servidores trabalhando nas ruas. A intenção era que até o final de quinta-feira cerca de 60% dos casos estivessem atendidos.

Foram realizados os trabalhos de retirada de árvores caídas nas ruas Coronel Dulcídio e Gutemberg, no Batel; e da Estrada Guilherme Weigert, no Santa Cândida. Nestes casos são priorizados os casos de obstrução total ou maior de pista, alguns demandam apoio da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) em razão dos fios de alta-tensão.

Foram registradas 52 solicitações de quedas de árvores e galhos grandes pela cidade.

De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), a chuva de quarta-feira, dia 18 de setembro, foi rápida e intensa. A estação do instituto no Jardim das Américas registrou 21,6 milímetros de chuva em apenas 15 minutos, por volta das 19h, num total de 33 milímetros de precipitação atmosférica. As rajadas de vento atingiram 65 km/h.

Trânsito

O desligamento de energia também afetou vários semáforos na cidade. Na manhã desta quinta-feira a Superintendência de Trânsito registrava 35 semáforos afetados, entre desligados ou em alerta (piscando em amarelo). Os bairros mais afetados eram Boa Vista, Bacacheri, Cabral, Mercês e Rebouças.

Ainda foram registrados alguns pontos de alagamentos nas vias, um dos maiores casos foi na Avenida Marechal Floriano Peixoto com a João Viana Seiler, no Parolin, no sentido bairro.

Na Rua Coronel Dulcídio, entre as ruas Brasílio Itiberê e Petit Carneiro, no Água Verde, houve bloqueio total do trânsito por conta de alagamento. A opção de desvio era pela Rua Brigadeiro Franco.

Obras na Linha Verde

Por causa do forte temporal de quarta-feira, dia 18 de setembro, foram adiados os serviços de revitalização do pavimento em seis pontos da Linha Verde. O trabalho estava programado para começar nesta quinta-feira.

Transporte coletivo

O forte temporal provbcou queda de energia nos terminais do Pinheirinho e Bairro Novo e problemas na bilheteria do terminal do Santa Cândida. O funcionamento da energia nesses locais foi retomado ainda na noite de quarta-feira.

Os alagamentos e queda de árvores também provocaram atrasos em algumas linhas, que tiveram que fazer desvios, como é o caso da linha 232 Jardim Aliança e 772 Tupy – Juliana.

Na Rodoferroviária, algumas telhas foram danificadas. No Terminal do Guadalupe, algumas lojas foram alagadas. Os reparos devem ser feitos ao longo desta quinta-feira.

Outros números da chuva da noite de quarta-feira

– Solicitações de lona para atender situações de destelhamentos nos bairros Boa Vista, Portão, Cajuru, Umbará (Vila Calixto – 50 casas) e Caximba (Vila 29 de Outubro – 150 casas).

– Alagamentos em diversos bairros, com mais intensidade no Fazendinha, Boa Vista, Água Verde, Boqueirão, Cristo Rei, Parolin e Mercês.

– Erosão no asfalto da Rua Padre Camargo com a Rua Agostinho Leão Júnior, no Centro, com bloqueio parcial sinalizado por agentes de trânsito.

Mobilidade Curitiba

Quer ficar informado sobre tudo o que acontece na mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana?

Então curta nossa página no Facebook.

Siga o @MobilidadeCTBA no Twitter.

Mobilidade Curitiba

A redação do Mobilidade Curitiba é responsável pela produção de conteúdo sobre a mobilidade urbana de Curitiba e Região Metropolitana. Deseja entrar em contato conosco para enviar informações, sugestões de pauta ou anunciar? Envie um e-mail para contato@mobilidadecuritiba.com.br.

Um comentário em “Prefeitura de Curitiba atende ocorrências causadas pelo forte temporal que atingiu a cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.